SIGA EM FRENTE! – Lucas 17.20-33
janeiro 12, 2011
O PODER TRANSFORMADOR DAS ADVERSIDADES -João 16:33
fevereiro 23, 2011

 

O assunto “traição” é um tema forte e que desperta em nós uma diversidade de sentimentos: mágoa, decepção, tristeza. Como consequência, nos retraímos. Temos medo de confiar e novamente sermos desapontados. Como defesa, tentamos criar mecanismos para selecionarmos o melhor possível as pessoas que “terão permissão” para fazerem parte da nossa “rede de relacionamentos”.
Dificilmente alguém pode afirmar que nunca foi ou se sentiu traído. E você, já foi traído? O texto relata uma das experiências de Jesus com a traição e traz ensinamentos muito preciosos.
I – JESUS FOI TRAÍDO POR ALGUÉM MUITO PRÓXIMO

Quem era Pedro? Era discípulo, que significa seguidor. Foi um dos primeiros a deixar tudo para seguir a Jesus (Lc 5:11); foi escolhido para compor a Equipe de 12 (Lc 6:14); vivenciou milagres (Lc 8:24); esteve com o Mestre em todos os momentos marcantes do Seu ministério (Lc 9:28). E antes da traição foi alertado por Jesus (Lc 22:34). Do ponto de vista humano, Pedro seria aquele que jamais trairia o Seu Líder. Mas não foi isso que aconteceu. Você também, como Jesus, já foi traído ou decepcionado por alguém muito próximo? Quem sabe por alguém de sua própria família? Saiba que, assim como Jesus, você também pode superar a dor da traição e perdoar. Ore agora e peça que Ele te dê essa capacidade.

II – JESUS FOI TRAÍDO DE VÁRIAS MANEIRAS (v. 57, v. 58 e v. 60) – Mesmo tendo sido alertado por Jesus, Pedro traiu o Mestre em três momentos: no primeiro ele O desprezou (não O conheço) – vers. 57; no segundo, ele O discriminou (eu não sou um deles) – vers. 58; e no terceiro ele O abandonou. Quando alguém falou: “certamente este homem estava com ele” a resposta foi: “não sei do que você está falando” (eu não estava com Ele) – vers. 60. Quem pode afirmar que nunca se sentiu assim: desprezado, discriminado, abandonado no momento em que mais precisamos de uma presença amiga. Quando permitimos que Jesus ocupe o centro da nossa vida, podemos também obter vitória sobre as nossas emoções negativas. Por meio da oração, convide o Senhor Jesus para assumir o controle e experimente se libertar da dor da traição.

III – JESUS NOS ENSINA COMO AGIR (v. 61) – Vamos atentar para a forma como Jesus agiu. A Bíblia relata que Ele simplesmente olhou para Pedro diretamente nos olhos. Não reclamou, não julgou, não retribuiu as ofensas. Silenciou… E isso foi o bastante para que Pedro tomasse consciência da traição e se arrependesse. Ele chorou amargamente pelo que tinha feito ao Seu Mestre. Vamos aprender com Jesus e entender qual deve ser a nossa atitude quando somos traídos. A nossa justiça, quando estamos com Cristo, vem de Deus. Então, certifique-se de que você, de fato, tem Jesus Cristo no comando de sua vida.

CONCLUSÃO – Bem, nessa lição nós olhamos para Pedro e para Jesus. É preciso refletir que em algumas situações agimos como Pedro. Ou seja, pode ser que você já traiu alguém. Em outros casos, você foi ou está sendo traído. Portanto, independente da situação aprendemos que no primeiro caso é necessário arrependimento; e quando você foi ou é vítima de traição é o momento de agir como Jesus agiu. O perdão que Pedro recebeu foi a oportunidade para que ele se tornasse, de fato, um GRANDE DISCÍPULO. Esse é o plano de Deus para a sua vida. Entregue-se totalmente a Jesus Cristo agora mesmo e torne-se verdadeiramente um discípulo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *