Proibido Pessoas Perfeitas – Joao 8:1-11
novembro 1, 2011
Maldito aquele que fizer a obra do Senhor relaxadamente – Jeremias 48:10
novembro 14, 2011

Segundo dados do IBGE, o Brasil tem 51,2% da sua população vivendo na pobreza. São 80 milhões de brasileiros vivendo abaixo da linha de pobreza (renda mensal de até R$140,00) e 16,2 milhões de brasileiros em pobreza extrema ou miséria total (renda mensal de até R$70,00). Então, quando você sentar-se á mesa para se alimentar, ore por aqueles que não têm o que comer e agradeça sempre a Deus pelo que você tem.

Jesus sempre se preocupou com os pobres. E na Palestina tinha muita gente vivendo na pobreza naquela época e foi em meio aos pobres que Ele proferiu o seu mais conhecido sermão, chamado Sermão do Monte.

I – OS POBRES DE AMOR E DE ATENÇÃO – Os pobres na Palestina dos dias de Jesus eram completamente abandonados e discriminados pelo poder romano. Esses pobres também eram carentes de amor e de atenção pelas religiões da época. Os pobres carregavam a falha de que eram malditos e que estavam sendo punidos por Deus com maldição. Baseados nisso, os religiosos se sentiam justificados quando não davam amor e atenção aos pobres. O que você acha disso?

Jesus então veio e disse aos pobres: que eles eram bem-vindos no Seu Reino e que deles é o Reino de Deus. Mas a pobreza a que Jesus se referia era a pobreza de espírito, isto é, a humildade de espírito. Pois é preciso ser humilde para se render a Jesus e recebê-Lo como Senhor e Salvador. Você é humilde o suficiente para reconhecer que precisa de Jesus?

II- OS POBRES DE CUIDADO E PROTEÇÃO – O Brasil possui uma das piores distribuição de renda do mundo! E, lamentavelmente, mesmo que a economia cresça, os pobres continuam sendo maioria e os ricos sempre vão ficando com a maior fatia do que é produzido no país. O Governo não possui uma política social eficiente para cuidar e proteger os pobres. E assim, eles permanecem à margem da sociedade. As religiões, por sua vez, também não cuidam como deveriam cuidar dos pobres, conforme Deus ordenou (Isaías 58:7). Ora, quem se importa com os pobres? Quem se dispõe a cuidar e proteger os pobres?

Jesus sempre se preocupou com o pobre e os convidou a andar com Ele e a vir a Ele todos aqueles que estivessem carentes de cuidado e de proteção: “Vinde a mim todos os que estão cansados, sobrecarregados e oprimidos…” (Mateus 11:28). Venha você também para Jesus!

III- OS POBRES DE ESPÍRITO E DE SALVAÇÃO – Quando Jesus se dirigiu aos pobres e declarou que deles seria o Reino de Deus, Ele não estava se referindo a toda e qualquer pessoa pobre, mas especialmente e especificamente aqueles que decidissem por uma vida de humildade total. Seria uma completa e total rendição do seu espírito a Deus, passando a depender e a confiar somente no Senhor para a sua salvação. Pois assim viviam os pobres, eles não possuíam nenhuma riqueza para confiar, nem esperavam a salvação e socorro de ninguém.

Bem aventurados os humildes, isto é, os pobres de espírito porque deles é o reino dos céus! Jesus estava chamando os pobres para confiar em Deus e esperar dEle a salvação, a entrada no Reino. Jesus convida aqueles que querem entrar no Reino de Deus que se acheguem a Ele e que sejam humildes o suficiente para se render a Ele.

CONCLUSÃO: Não podemos achar que a pobreza física agrada a Deus ou que ela seja sinal de espiritualidade ou de bem aventurança, como queriam certas ordens religiosas no passado. A pobreza precisa ser combatida e eliminada. Deus deseja que todos vivam em prosperidade. Convidamos você a humildemente render-se a Jesus, recebendo-O como seu Senhor e Salvador. Faça isso agora mesmo! Deus o abençoe!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *