Uma Família curada – Parte 1
abril 29, 2017
Colhendo além do esperado – Parte Final
abril 29, 2017

“E digo isto: Que o que semeia pouco, pouco também ceifará; e o que semeia em abundância, em abundância ceifará.” (II Coríntios 9:6)

Quando plantamos, temos uma certeza, vamos colher a cem por um; isso para mal ou para bem. Nós que nascemos de novo em Cristo Jesus, devemos procurar fazer semeaduras que gerem colheitas de bênçãos sem medidas, assim colheremos além do esperado.

Como discípulos, somos um celeiro de sonhos, e isso nos dará direito a uma colheita além dos limites, vivendo um histórico do sobrenatural de Deus. Ele nos chamou para uma colheita muito poderosa, de forma que não consigamos contabilizar o número das bênçãos.

O Senhor quer encaminhar-nos para lugares que homens comuns não entendem, a não ser pelo Espírito.

José, um homem que colheu além dos limites

“Pelo que Deus me enviou adiante de vós, para conservar vossa sucessão na terra, e para guardar-vos em vida por um grande livramento. Assim não fostes vós que me enviastes para cá, senão Deus, que me tem posto por pai de Faraó, e por senhor de toda a sua casa, e como regente em toda a terra do Egito.” (Gênesis 45:7,8)

A Bíblia diz que José tirou uma Nação, o Egito, de uma catástrofe, porque possuía sabedoria e unção. E isso fez com que ele colhesse além dos limites, além do esperado. Claro que quando José foi vendido ao Egito, ele não imaginava que alcançaria o posto que alcançou, nem que chegaria onde chegou, apesar de seus sonhos nobres de grandeza.

Precisamos ser como José. Para termos uma colheita extraordinária, além do limite, é necessário ter sabedoria, inteligência, administração, saber plantar e saber guardar o que se plantou quando chega o momento da colheita.

Não são poucos os que sonham em realizar uma grande colheita, mas não agem para ver o sonho realizado. Sonhos só se realizam mediante ação; é preciso agir! Não adianta sonhar muito e não agir. Quando sonhamos e agimos na direção do nosso sonho, colhemos de forma extraordinária. E o melhor é que a colheita sempre vai beneficiar não apenas quem plantou, mas a família e todos os necessitados que vêm até nós.

Depois de colher, também é fundamental saber administrar a colheita. Isso só é possível para homens e mulheres possuídos pelo Espírito Santo de Deus. Quem é cheio do Espírito Santo muda toda a sua geografia, entra em novos céus e arranca os céus de perturbação.

Creia que não existe campo difícil, o que existe é plantar desordenadamente e uma falta de compromisso com o campo. Para ter compromisso e ver a colheita além dos limites, é necessário:

1. Enfocar as forças no que dá resultado

José enfocou suas forças no que dava resultado. Ele guardou a colheita para o momento de crise. Sabe, queridos, muitas vezes a colheita chega, mas é desperdiçada, usada antes do tempo. E, no momento preciso, na hora da necessidade ou de suprir alguém, ela já não existe mais. Reflita!

Enfocar as forças no que dá resultado significa não fazer o que Deus não mandou. Não usar a colheita antes do tempo! Não ser gastador descompensado! Quantas pessoas que conhecemos estão exaustas, sentindo-se cansadas e sobrecarregadas, porque estão gastando tempo no que não deveriam e deixando de investir no que Deus realmente quer.

Cuidado com a sua plantação! Cuidado com a sua colheita! A colheita representa o tempo da bênção, a honra de usufruir o que se tem direito. Terra não dá frutos com ordem, mas através de sementes plantadas. Por isso, seja cauteloso com a sua semente. Agindo assim, você plantará e terá muito êxito na sua colheita.

2. Criar alvos possíveis

Criar alvos possíveis fala de ser a pessoa certa para realizar a grande colheita, como aconteceu com José. Ele contou o sonho a Faraó e foi tido pelo rei como a pessoa certa para administrar o Egito. Você precisa estar convencido de que é a pessoa certa para fazer uma grande colheita.

Há pessoas que quando estão diante de reis, de líderes, de autoridades, não sabem se comportar, não entendem que esse é o momento no qual Deus quer honrá-las. Então, no intuito de querer aparecer e de demonstrar ser o que não são, começam a falar sobre grandiosidades e de projetos que não serão capazes de executar.

José foi um homem muito sábio! Apresentou a Faraó um alvo possível: guardar a colheita para suprir a necessidade do povo, e não apenas do povo egípcio, mas de todas as redondezas.

Seja como José! Saiba aproveitar as oportunidades que Deus lhe dá para gerenciar grandes colheitas. Se você crer, fará a melhor e a maior colheita de todos os tempos. Mas, para isso, é necessário lançar fora todo o medo, expor-se e conquistar.

3. Saber esperar o tempo de Deus

Saber esperar o tempo de Deus é uma árdua tarefa, principalmente quando esse tempo parece não chegar. Quando isso acontece, é importante não se importar com o relógio, com o que está acontecendo com as pessoas à sua volta. Não é fácil, mas é possível!

Muitos arrefecem nos sonhos e não creem que podem colher. Mas José foi diferente, mesmo dentro da prisão, onde quer que estivesse, não deixou morrer os seus sonhos, não deixou de ajudar as pessoas, interpretando o sonho delas. Soube esperar mesmo quando o relógio parecia estar demorando.

O homem e a mulher de Deus precisam crer que o relógio pode até demorar, levar décadas, anos, meses, mas um dia chega a hora e o tempo certo para o Senhor fazer o que está no Seu coração.

Chega um momento no qual Deus estabelece a hora, o relógio gira. E quando chega este momento e esta hora, Ele realiza em nós a maior conquista de todos os tempos. Tudo na vida, quando estamos em Deus e dependemos dele, tem hora para começar e para acabar. A guerra tem hora para começar e para acabar! Creia, porque a Bíblia diz que aquele que crê jamais será confundido (Romanos 10:11). Por isso, comece a ensaiar a sua dança.

 

Fonte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *