Vencendo as aflições – Final – Sl 34.19

Alguns princípios da vida cristã – Mateus 11.28-30
maio 11, 2014
O Pecado e Suas Consequências – Rm 3.23
junho 2, 2014

Estamos em um tempo precioso de devolver o poder da liderança e outras características que cada um tem, mas que o diabo havia roubado imprimindo traços contrários na personalidade.

Durante toda a vida, fomos acumulando níveis de injustiça. A Palavra nos mostra que muitas são as aflições dos justos, mas o Senhor traz o livramento. Neste estudo, veremos que os lugares onde começam os traumas que deformam o caráter de um líder podem ser a casa, a escola, o trabalho etc, dependendo das pessoas que você convive nestes lugares. Aprenderemos como três pessoas na Bíblia venceram as aflições que passaram e tiveram seu caráter formado na guerra: Abel, José e Josué.

Ampliando a visão

Josué e Calebe foram os únicos que não aceitaram relatório contrário à promessa de Deus. Josué sempre andava com o líder Moisés, inclusive quando este subiu ao monte Sinai, ele estava junto.

Quanto mais perto do líder você andar, mais visão ampliada terá. Se você quer crescer, multiplicar, dar resultados caminhe lado a lado com o líder. A Bíblia não mostra Calebe perto de Moisés, mas mostra Calebe perto de Josué. Vemos, então, a responsabilidade desses dois e como um andava com o outro. Eles trouxeram o fruto da terra, que era grande, visível, desejável e despertou ira e ciúmes.

Se você quer ser frutífero, ande com o seu líder. Os isolados não dão fruto. É uma questão de inteligência, percepção e sabedoria. Você deve agir, acordar e ficar ao lado do líder. Se você não agir, não conquistará, então dê um passo de fé e aja. Quanto mais distante, mais crítico você estará, cheio de evasivas, com murmurações, vendo a terra de longe, olhando os gigantes e se sentindo um gafanhoto.

Calebe conquistou a terra que lhe cabia por herança 45 anos depois de tê-la espionado e, mesmo com 85 anos, ainda estava com a mesma força e vigor na alma de um homem de 40 anos.

Os outros espias não receberam nenhuma referência. Calebe recebeu porque andou com o líder Josué e este, porque andou com Moisés. Quanto mais perto você andar do seu líder, mais criticado será, mas, não se preocupe, porque mais frutífero também será. Se você não estiver bem sedimentado na missão para a qual Deus lhe chamou, você desistirá facilmente na primeira guerra, na primeira empreitada que o diabo fizer.

Vamos crescer por níveis e teremos um caráter transformado, ajustado. Teremos uma vida saudável, nosso temperamento transformado pelo Espírito Santo e a nossa personalidade ajustada na presença do Todo Poderoso.

Em II Samuel 20:22, Deus diz que arranca os pés de Davi dos lugares inseguros e os planta sobre uma Rocha, porque Deus tinha prazer na vida de Davi. Deseje que o Senhor tenha prazer na sua vida. Esta verdade deve estar mergulhada no nosso espírito para que o nosso caráter seja redesenhado e tenhamos segurança quando nos criticarem, quando falarem mal de nós, quando disserem injúrias.

Que alegria é saber que somos afligidos por causa do Senhor, porque muitas são as aflições do justo, mas o Senhor o livra de todas. Tanto Abel, como José e Josué não deixaram de cumprir o que Deus havia mandado, independente de morte, de violentações na alma, de guerra entre o próprio povo.

Ainda que tenhamos de pagar com a vida, não podemos deixar de fazer o que Deus mandou que fizéssemos. Abel não negociou seu sacrifício com Caim, não se rendeu a Caim. Ele conhecia uma rota inegociável, tinha intimidade com Deus. Talvez a crise dele fosse exatamente essa: pensar como Adão, seu pai, pôde perder essa intimidade. Abel era a restituição do caráter, mas Satanás queria que o caráter fosse defraudado na Terra e, por isso, quis eliminar a semente do bom caráter.

Só um pastor com o caráter de Abel poderia ser autorizado a disseminar, perpetuar o bom-caratismo. Satanás utiliza o irmão de Abel para matar o bom caráter. Vimos como muitos “Cains” se levantam para tentar apagar, denegrir o caráter de Abel. Isto é um tipo de morte. Mas, hoje mesmo, você pode ressuscitar seu bom caráter e, quando você vir seu irmão ganhando mais células, você se alegrará e comemorará com suas próprias células, porque seu irmão está prosperando; e isso sem nenhum peso no coração.

Muitos irmãos ficam desejando um ministério próspero só porque vêem outros prosperando, mas não querem passar pelas mesmas aflições que estes passaram até chegarem onde estão. Deus só entregará um rebanho para você quando você tiver condições de pastoreá-lo. Um dos nossos problemas é querermos antecipar e atrapalhar o plano e a hora de Deus.

Ainda que venham as críticas de Caim; ainda que você seja criticado pelos seus companheiros de equipe, o que, aliás, nem é cabível entre os 12; ainda que venham as críticas dos líderes, como os líderes das tribos fizeram com Josué: ainda que venham críticas sobre um íntegro como José, que haja conspiração de morte, nada prosperará.

Deus quer que cada um de nós saiba qual foi a aflição de Abel, de José e de Josué, e qual foi a recompensa de Caim, dos irmãos de José e das tribos que se levantaram contra Josué. Vejamos os livramentos versus as aflições.

Abel

Ficou na presença de Deus por toda a eternidade. Caim – ficou como marginal amaldiçoado a vida toda.

José

Obteve vários livramentos de Deus e supriu as necessidades dos seus irmãos e de várias nações, como governador do Egito. Os irmãos de José – obtiveram pobreza, ruína e miséria; tiveram que ser supridos por José.

Josué e Calebe

Foram restaurados, fortalecidos e conquistadores. Os outros espias – apesar de serem líderes das tribos não tiveram nome na história, foram covardes.

Deus vê tudo. Tanto Caim, quanto os 11 irmãos de José, como os líderes e as tribos eram covardes. Uma pessoa se torna medrosa e covarde quando perde a autoridade. O medo é um desajuste de caráter, assim como a coragem é a sua ordem.

Deus tirou os medos de Josué e colocou a coragem, pondo em ordem seu caráter. O medo não nos permite conquistar novas etapas, e nem nos ajuda a entrar em novos territórios. O medo é fantasioso. Os dez espias se imaginavam como gafanhotos e viam gigantes em lugar de pedras.

A aflição de Abel, José e Josué são respaldos para nos ajudar a vencer. Todos estes tiveram crises, mas, na crise nasce o líder. Se você quer ser líder, saiba que sua liderança será forjada nas crises. Isto é bíblico. Muitas são as aflições do justo, mas o Senhor o livra de todas (Sl 34:19). Esta crise é uma guerra para manter o que já foi ajustado e vencer áreas ainda não conquistadas.

Como líder, jamais esqueça de que temos oportunidade de cumprir duas vontades: a nossa ou a dAquele que nos legitimou e nos chamou para um caráter de líder que tem uma guerra para vencer. Deus não deixará de cumprir o Seu propósito. E você, o que fará?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *