O discipulado abre caminho para a evangelização
outubro 14, 2016
Conselhos práticos sobre prestação de contas
outubro 20, 2016

Jesus, quando começou a ensinar sobre Honra, começou dizendo que devemos honrar pai e mãe. Ou seja, Ele começou o princípio pela família. Todo o nosso êxito começa por família. Nosso ministério só tem êxito se estiver bem na família.

Existem situações nas quais o inimigo das nossas almas tem trabalhado para gerar um desconforto na família. Se você for um líder poderoso em todas as áreas, mas a sua família for minguada, você não se sentirá um líder completo. Porém, se você não tiver muito êxito no seu ministério, mas a sua família for completa, você tem todo um testemunho para contar quanto Deus efetuou, falou, fez e executou na sua vida. E isso faz com que o seu ministério tenha mais relevância.

Tudo começa na Família

Tudo começa pela família e não há como ser diferente, é o que podemos comprovar nos textos abaixo relacionados:

“Honra a teu pai e a tua mãe, para que se prolonguem os teus dias na terra que o Senhor teu Deus te dá.” (Êxodo 20:12)

“E quem amaldiçoar a seu pai ou a sua mãe, certamente será morto.” (Êxodo 21:17)

“Honra teu pai e tua mãe, como o Senhor teu Deus te ordenou, para que se prolonguem os teus dias, e para que te vá bem na terra que te dá o Senhor teu Deus.” (Deuteronômio 5:16)

“Quando um homem amaldiçoar a seu pai ou a sua mãe, certamente morrerá; amaldiçoou a seu pai ou a sua mãe; o seu sangue será sobre ele.” (Levítico 20:9)

“Vós, filhos, sede obedientes a vossos pais no Senhor, porque isto é justo. Honra a teu pai e a tua mãe, que é o primeiro mandamento com promessa; para que te vá bem, e vivas muito tempo sobre a terra.” (Efésios 6:1-3)

Todos os textos apresentados ensinam e repetem o que Jesus ensinou sobre honrar pai e mãe, e a importância de honrar família. Quem honra família tem direito à restituição. Isso deve ser doutrina para nós.

Quem recupera o princípio da honra familiar recupera tudo o que os pais, lá no passado, perderam, e tem direito a ser restituído. Quando isso acontece, entramos no melhor tempo de colheita, pois a honra cancela a maldição.

Qual nosso legado para a Família?

Sabemos que a maldição existe; é uma realidade. Se os pais forem idólatras, a maldição recai sobre os filhos. Os filhos herdam no sentido espiritual, porque a guerra espiritual da maldade é instalada até quatro gerações, como uma punição. Mas, de igual forma, se nós, os filhos de Deus, vivermos de forma correta, a bênção atingirá mil gerações e teremos direito a honra.

O que Deus nos mostra é que maldição se encerra, mas bênção não tem fim, só começo. Tudo que foi maldição precisa ser lançado no abismo para que a bênção seja perpetuada de geração a geração.

A bênção Milenar

Os filhos de Deus têm o direito ao Korbanoth do Reino, direito à bênção por mil gerações. E a bênção a qual temos direito chama-se Korbanoth, honra aos pais, honra aos sacerdotes, honra aos líderes, honra às cadeias de autoridades que estão sobre nós.

Quando honramos pai e mãe, não temos dificuldades para honrar e respeitar mais ninguém na sociedade. Mas quando desonramos pai e mãe, não temos sedimentação no caráter para honrar mais ninguém. E por causa das distorções de caráter, começamos a confrontar os pais, desrespeitar as lideranças e tudo que se instala como cadeias de autoridade sobre nós. Por causa da maldição de rebelião, a desonra é instalada.

Korban, o segredo para a vitória

O que precisamos é tomar posse da verdade da Palavra e não deixarmos que o diabo ganhe vantagens em nossa vida. Todo nível de bênção instalada que nós, como resultado de honra, plantamos no pai, na mãe e nas demais autoridades constituídas, colhemos para nós e para a nossa descendência. É algo maior que nós, mais agigantado que nós, é uma promessa.

Korban se entende por renunciar ou entregar com alegria aquilo que possuímos. Devemos honrar os nossos pais e as cadeias de autoridade, mesmo que isso implique em renúncia. Eu não acredito que alguém alcance um grande êxito sem ter por trás uma grande renúncia. Todas as pessoas que alcançam um grande êxito, por trás do grande êxito, há uma enorme e grandiosa renúncia.

Tudo que você renuncia hoje é uma poderosa semente para garantir um futuro de esperança. A nossa renúncia nos garante um futuro glorioso. Só quando aprendemos a renunciar, a sentir dor e a fazer sacrifício, entendemos o que significa Korbanoth.

Sacrifício é renúncia, é Korban. Quando ‘engolimos’ algumas coisas em função da obediência, é um Korban para Deus, é Korbanoth. Quando renunciamos alguma coisa em função de, é Korban. Quando renunciamos no presente aquilo que sonhamos para o nosso futuro, é Korban, pois renúncia é tudo aquilo pelo que pagamos um preço alto, que dói e que custa muito caro. Se algo não dói e não custa caro, não representa renúncia, mas troca. Renúncia é você abrir mão em troca de nada.

Conclusão: quantos homens e quantas mulheres trocaram tudo o que tinham por uma convicção de aliança! É algo tão generoso que mais à frente prosperam abundantemente por causa da renúncia. Tudo aquilo que é renunciado na Terra é homologado no céu como honra. E na Terra, a maior autoridade que devemos respeitar são o pai e a mãe, e a maior honra que podemos dar após Deus é à família. Isso é Korban.

 

Fonte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *