Prepare o seu coração para buscar ao Senhor – II Cr 12:1-8
janeiro 10, 2013
Com quem contar nos momentos difíceis? – Lucas 22:54-62
janeiro 23, 2013

Muitos guardam ressentimentos, amarguras, iras e nutrem grande desejo de vingança. Outros vivem desejando o mal para os seus inimigos. Ouvimos muito mais sobre desejos de vingança do que testemunhos de perdão. Você tem mais facilidade para perdoar ou prefere se vingar? Vejamos a história de José do Egito, um drama familiar, que nos deixa uma grande lição sobre o perdão.

I – A VINGANÇA SUSCITA A IRA –

José tinha todos os motivos para se vingar dos seus irmãos que atentaram contra a vida dele. Por causa da atitude deles, José sofreu como escravo e como prisioneiro no Egito e ainda foi privado do convívio com a sua família, com os seus pais. E vejam só que “ironia do destino” e como o “mundo dá muitas voltas”, os irmãos de José vieram parar em suas mãos. Eis aí a grande oportunidade de vingança! Mas José optou pelo perdão, uma atitude muito mais nobre do que a vingança. E a vingança só traria mais ira nos relacionamentos e alimentaria ainda mais a ferida na alma de todos os envolvidos. Realmente, é preciso ser nobre para perdoar, pois para se vingar, qualquer um faz isso. Assim como fez José, convidamos você a abrir mão de todo e qualquer desejo de vingança e corajosamente liberar o perdão para quem te ofendeu. Se quisermos que Deus perdoe os nossos pecados, devemos também perdoar aqueles que nos ofenderam (Mateus 6:14-15). Em Jesus temos o exemplo do perdão e a condenação de todo e qualquer ato de vingança. Você deseja receber o perdão de Deus na sua vida? Então, entregue a sua vida a Jesus e o receba como seu Senhor e Salvador!

II – O PERDÃO PROMOVE A RECONCILIAÇÃO

José chorou diante dos seus irmãos que lhe ofenderam e lhe fizeram tanto mal. Mas ele pode testemunhar de que Deus transformou em bênção todo o mal que eles intentaram contra ele (Gênesis 50:20). Deus é especialista em transformar maldição em bênção! Deus tem prazer em tomar a causa daqueles que sofrem injustiças, daqueles que são alvo de calúnia ou difamação; dos pobres, órfãos, viúvas, estrangeiros e dos que clamam a Ele por socorro (Salmo 120 e 121). José pôde experimentar da misericórdia de Deus sobre a sua vida e da Sua justiça. Isso porque Deus viu que no seu coração não tinha ira, rancor ou desejo de vingança, mas um coração disposto a perdoar. Quando José liberou perdão para os seus irmãos, houve uma grande reconciliação. E tanto José, como seus irmãos foram grandemente abençoados. José recebeu cura para as feridas da alma, viveu em paz e prosperidade e pôde ver todos os seus sonhos realizados. Já seus irmãos passaram a viver sob a sua dependência, sustento e liderança. Do mesmo modo Deus quer operar em sua vida. Jesus veio para nos reconciliar com Deus e essa reconciliação promove a nossa paz, prosperidade e salvação (Efésios 2:13-18). Peça a Jesus para te reconciliar agora mesmo Deus e com todos. Permita que Jesus Cristo atue no seu coração!

CONCLUSÃO: – Deus não quer que nos vinguemos, mas que entreguemos a Ele as nossas causas, pois a vingança pertence ao Senhor (Romanos 12:18-21). Veja que José, ao invés de se vingar, resolveu perdoar. Agindo assim Deus o honrou e o abençoou grandemente. Portanto, vemos que perdoar é bem melhor do que se vingar. Convidamos você a abrir mão da vingança, a perdoar, a buscar a paz e a reconciliação. Mas nós só conseguiremos fazer isso se antes nos reconciliarmos com Deus e sermos perdoados por Ele, por meio de Jesus. Portanto, entregue a sua vida a Jesus e recebe dEle o perdão e a salvação!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *