Murmuração, linguagem malígna – Efesios 4.29
julho 16, 2015
Porque Deus Nos Pede O Que Nos Pede? Salmos 1:1-3 – Efésios. 6:3
julho 30, 2015

A história da humanidade, desde os seus primórdios, é marcada por episódios de guerras. A Bíblia fala de muitas guerras e alerta para a intensificação dos conflitos nos finais dos tempos: nações contra nações, reinos contra reinos, pais contra filhos, filhos contra pais…(Mateus 10:21-22; 24:3-14) ou seja, guerras envolvendo países e guerras nas famílias. No texto bíblico lido, a Palavra de Deus nos apresenta armas poderosas que precisamos aprender a usar para que tenhamos vitória nas muitas lutas da vida.

I – A VERDADE COMO CINTURÃO – Efésios 6:14

O papel do cinturão é prender, dar firmeza, gerar segurança ao guerreiro mesmo diante de movimentos bruscos, normais quando se está em uma batalha. Figuradamente, a verdade deve nos prender a ela. Precisamos nos comprometer com a verdade para que tenhamos muita firmeza em tudo o que pensamos, falamos ou fazemos. Assim, teremos segurança diante dos abalos da vida.

Isso porque se usarmos mentiras, dissimulações ou subterfúgios ficamos vulneráveis às acusações. A mentira atrai regência maligna sobre nós (João 8:44). Como cristãos, seguimos os ensinamentos de Jesus: “conhecereis a verdade e a verdade vos libertará…” (João 8:32). Convidamos você a abrir o seu coração e receber a Jesus como seu Senhor e Salvador!

II – A JUSTIÇA COMO COURAÇA – Efésios 6:14

A couraça é uma vestimenta resistente que protege o corpo do lutador contra os ataques dos inimigos. Nos dias atuais, pode ser comparada a um colete à prova de balas. Na administração pública, temos os órgãos da justiça. Eles devem proteger os direitos do cidadão estabelecidos nas leis do país.

Cremos em um Deus que é Justo. Ele não respalda injustiças. Portanto, precisamos usar a justiça em tudo o que praticamos. A justiça se contrapõe a desonestidades, infidelidades, negociatas, subornos, corrupção. Como carecemos da prática da justiça! Mas, não vamos nos limitar a criticar as injustiças. Vamos nos levantar, como representantes do Mestre Jesus, contra toda a forma de injustiça. Mas, acima de tudo, vamos vigiar para que não sejamos

injustos, mas justos, fiéis, honestos, corretos em todas as nossas ações. É esse o modelo que herdamos de Jesus. Tenha-O permanentemente no seu coração e seja JUSTO (Apocalipse 22:10-15).

II – A PAZ COMO SANDÁLIAS – Efésios 6:15

A Palavra de Deus, sabiamente, relaciona a paz com as sandálias. Sandálias usamos nos pés; os pés usamos para nos locomover. Eles nos conduzem e nós os levamos para onde formos. Então, devemos conduzir a paz e sermos conduzidos por ela. Onde entrarmos, entra a paz. Jesus disse “deixo-vos a paz, a minha paz vos dou”.

Somos agentes de paz e não de guerra. Se temos a vida eterna, a paz deve imperar em nossos corações. O segredo é: ter a certeza da salvação que Jesus comprou com Seu sangue. Nada pode tirar a nossa paz se temos o Senhor da Paz, Jesus, em nossos corações. Ele mesmo nos disse que nos daria a Sua paz (João 14:27). Você está precisando de Paz? Então receba em seu coração o Príncipe da Paz que é Jesus!

CONCLUSÃO: Jesus Cristo não nega as guerras; mas nos fornece as armas para conquistarmos vitórias diante das muitas lutas da vida. O Evangelho de Jesus apresenta-nos a fé como o escudo que nos leva à convicção de que somos mais do que vencedores (Efésios 6:16). E ainda nos ensina o caminho da oração, de uma vida vigilante, sem descuidos e desatenções e nos manda perseverar (Efésios 6:18). Não retarde a sua decisão: afirme hoje que Jesus é e sempre será o seu Senhor e o seu Eterno Salvador.

Lição de Célula – No 505 – 08 a 14/08/2011 – Prs. Cari&Noeme.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *